Quarta-feira, 11 de Julho de 2012

Plataforma das Artes quer ser novo polo cultural da cidade

O antigo mercado municipal de Guimarães é agora casa para um novo espaço da Capital Europeia da Cultura. Os portões e a estrutura do mercado foram mantidos mas no pátio interno ergue-se um edifício que contrasta de forma discreta com aquele cenário. É a Plataforma das Artes e da Criatividade.

 


 

O edifício, inaugurado no final de junho, quer reforçar a presença das artes plásticas na agenda da cidade, que até então não tinha um espaço de grandes dimensões para a realização de exposições. As obras demoraram pouco mais de um ano e o valor global do investimento foi de cerca de 16,6 milhões de euros.

 

A Plataforma das Artes apresenta ao público a exposição “Para além da história”, “uma exposição construída a partir da obra de José de Guimarães e a partir da coleção do artista”, explicou ao SAPO Notícias José Bastos, administrador da Oficina, instituição que gere a Plataforma das Artes e o Centro Cultural Vila Flor.

 

O espaço exterior do edifício salta à vista com dezenas de bancos que fazem lembrar o símbolo da Capital Europeia da Cultura. O coração de Guimarães 2012 encontra-se mesmo fixado à entrada da Plataforma das Artes.

 

“A praça exterior é um espaço que foi devolvido à fruição da população e que será também usado para programação cultural”, referiu José Bastos.

 

O ciclo Plataforma da Música arranca este sábado e vai transformar a praça exterior num grande palco. Até ao final de julho, o espaço recebe Manuel d’Oliveira, acompanhado por Carles Benavent e Jorge Pardo (dia 14), Dee Dee Bridgewater (dia 20), Pat Metheny (dia 21) e Ute Lemper (dia 28).

 

Em agosto, a programação é dedicada à música nacional. Na sexta-feira, dia 3, a Plataforma das Artes e da Criatividade dedica uma noite ao Fado com a presença de Carminho, Cuca Roseta e Ricardo Ribeiro. Nos dias 4 e 5, o ciclo encerra com os GNR e Zé Perdigão. Os bilhetes custam entre 5 a 10 euros, dependendo dos concertos.

 

Alice Barcellos/SAPO Notícias

publicado por Equipa SAPO às 11:27
link do post | comentar | favorito
4 comentários:
De fátima pereira a 11 de Julho de 2012 às 12:26
Parabéns Guimarães por mais este magnífico centro de artes, mesmo no coração da cidade, que se vem juntar ao já existente Centro de Artes e Espetáculos S. Mamede e ao magnífico e imponente Centro Cultural Vila Flor.
Apesar de ser vimaranense, mas estar a viver fora da cidade há uns anos, sempre que lá vou fico agradavelmente surpreendida e admirada com todas as novidades que encontro e perceber que uma cidade de interior de média dimensão, consegue tão bem aliar aspetos de modernidade com uma vasta oferta cultural e artistica , pouco comuns neste tipo de cidades e com uma preservação do centro histórico verdadeiramente impressionante, fazendo com que as suas gentes se sintam verdadeiramente orgulhosas da sua cidade e de fazerem parte integrante dela!
De PagadorDeLuxos a 11 de Julho de 2012 às 17:54
Obrigado Câmara de Guimarães por mais este investimento reprodutivo que daria para pagar mais de 30.000 salários mínimos! Sem dúvida um investimento a ter em conta no próximos anos!
De fátima pereira a 11 de Julho de 2012 às 19:25
Deixe de ser "pequenino" e de ter uma mentalidade tão tacanha e já agora, informe-se primeiro ! Sabia que a maioria do orçamento da CEC é pago através de fundos comunitários? além disso, esta tem um orçamento bem mais reduzido do que as anteriores CEC de Lisboa e Porto, e se com esse orçamento conseguem deixar obra feita para o futuro, que beneficiará tanto a população residente como o próprio Norte de Portugal e porque não, o próprio país, tanto melhor !
Possivelmente, deve ser daqueles que acha que Portugal se resume a Lisboa e que portanto uma cidade pequena e interior não deveria ter direito sequer a "sonhar" em poder ganhar um evento deste gênero, quanto mais ser bem sucedida com o mesmo !
De Sara Saldanha a 13 de Julho de 2012 às 08:56
Não me parece, pela resposta, que isto tenha qualquer coisa a ver com Lisboa vs. outras cidades. Parece-me mais que o 'pagadordeluxos' acha que cultura, seja em Guimarães, em Lisboa ou em qualquer parte do mundo, é um luxo e que os artistas são uns parasitas que impedem que as pessoas 'de bem' ganhem a vida. Que se há-de fazer...?

Comentar post

Cultura na cidade-berço

Guimarães é Capital Europeia da Cultura durante 2012. O SAPO Notícias quer sentir o pulso à cidade-berço através de reportagens, testemunhos e curiosidades.

Categorias

. Página inicial
. Em foco
. Locais
. Testemunhos

Agenda

Confira a programação completa da Capital Europeia da Cultura no site oficial.

Pesquisa

Posts recentes

Capital Europeia da Cultu...

Capital Europeia da Cultu...

As polémicas da Capital E...

Guimarães 2012: um ano em...

Coração da Capital Europe...

Guimarães 2012 introduziu...

CEC despede-se com a mens...

O 'desenrascanço' portugu...

Centro histórico de Guima...

Emigrantes vimaranenses r...

Canal de vídeos Guimarães 2012 no SAPO

tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds