Sexta-feira, 2 de Março de 2012

Programação: É tempo para criar em Guimarães

Os Fura Dels Baus regressam em março à Capital Europeia da Cultura Guimarães 2012, num mês dominado pelas artes performativas, pela estreia da obra encomendada ao compositor Wim Merters e pela abertura da exposição dedicada ao arquiteto Nuno Portas.


O terceiro mês do ano marca ainda a abertura do ciclo "Tempo para Criar" de Guimarães 2012, pela homenagem a Martins Sarmento com uma exposição integrada na iniciativa "Reimaginar Guimarães" e pela evocação de John Cage em Conceptualizing Cage Now.

 

Depois da aposta ganha no grupo catalão La Fura dels Baus para abrir a Capital Europeia da Cultura (CEC), a companhia volta a Guimarães para um segundo espetáculo de rua, a 24 de março, com o qual se inicia o "segundo tempo" de Guimarães 2012, "Tempo para Criar".

 

Num mês marcado pelas artes performativas, a "Morte de Danton", com encenação de Jorge Silva Melo, é a primeira peça a subir ao palco do Centro Cultural Vila Flor, estreando-se a 02 de março.

 

Segue-se, a 09 de março, o "Lamento de Branca de Neve", na interpretação da coreografa Olga Mesa, mais uma estreia absoluta ao abrigo de Guimarães 2012.

 

Destaque também para o retrato do cativeiro político de Portugal, antes do 25 de abril, através da história de Carlos Costa, companheiro de Álvaro Cunhal na fuga da cadeia de Peniche, feito em "Diz-lhe que não falarei nem que me matem", em cena de 15 a 17 de março.

 

A dança assume protagonismo na obra "A Viagem", de 16 a 17 de março na ASA, num espetáculo que pretende estabelecer linhas de comunicação entre performances de dança com linguagens opostas, mais uma criação original de Guimarães 2012.

 

Exposições


Quanto a exposições, o elogio a Nuno Portas marca o mês, com a abertura a 10 de março, da exposição "O ser urbano", uma abordagem às diversas escalas, formas de pensar e fazer a cidade, conduzida pela vida e a obra do arquiteto, até 20 de maio no espaço ASA.

 

Também John Cage é lembrado por Guimarães 2012 com "Conceptualizing Cage Now", que entre 10 de março e 29 de abril pretende apresentar uma releitura do experimentalismo radical de Cage. A exposição pode ser vista no Centro para os Assuntos da Arte e Arquitetura.

 

Integrada na iniciativa "Reimaginar Guimarães", a CEC relembra, de 9 de março a 8 de abril, uma figura marcante da vida cultural vimaranense com a exposição Fotógrafo Martins Sarmento, a cargo de Jorge Campos.

 

Música


Já na música, as expectativas viram-se para a estreia da obra encomendada ao compositor flamengo Wim Mertens, apresentada dia 7. Intitulada de "Europa" a criação de Mertens, assim como algum reportório do compositor, sobe ao palco pela Fundação Orquestra Estúdio.

 

A série Master Pices tem, novamente, destaque este mês com a vinda à CEC de Guy Braunstein, concertino da Orquestra Filarmónica de Berlim, para a estreia mundial de mais uma obra encomendada ao abrigo de Guimarães2012.

 

Desta feita, a 14 de março ouvir-se-á pela primeira vez "A incrível jornada de Sousa Mendes", de Nuno Corte-Real.

 

Agência Lusa

publicado por Equipa SAPO às 09:49
link do post | comentar | favorito

Cultura na cidade-berço

Guimarães é Capital Europeia da Cultura durante 2012. O SAPO Notícias quer sentir o pulso à cidade-berço através de reportagens, testemunhos e curiosidades.

Categorias

. Página inicial
. Em foco
. Locais
. Testemunhos

Agenda

Confira a programação completa da Capital Europeia da Cultura no site oficial.

Pesquisa

Posts recentes

Capital Europeia da Cultu...

Capital Europeia da Cultu...

As polémicas da Capital E...

Guimarães 2012: um ano em...

Coração da Capital Europe...

Guimarães 2012 introduziu...

CEC despede-se com a mens...

O 'desenrascanço' portugu...

Centro histórico de Guima...

Emigrantes vimaranenses r...

Canal de vídeos Guimarães 2012 no SAPO

tags

todas as tags

blogs SAPO

Subscrever feeds